9 abr 2019

Resenha – O Que Aconteceu com Annie.


Clube Intrínsecos Março 2019.

Título Original: The Taking of Annie Thorne.
Autora: C.J. Tudor.
Editora: Intrínseca.
Páginas: 288.
1° Edição Brasileira: 2019.

Quando vou escolher um livro na minha estante, faço um sorteio pedindo para meus parentes escolherem um número aleatório, eu sabia que o dia de ler esse livro chegaria eu já temia isso, e quando meu namorado sorteou ele, eu confesso que hesitei, mas tomei coragem para ler.

Eu nunca li um livro de terror e nem assisto filmes pois eu realmente tenho medo, mas decidi me arriscar, adotei então métodos de leitura para diminuir meu medo, esses métodos vocês podem ver clicando aqui.

Em alguns dias, consegui terminar o livro e aqui estou eu para falar o que eu senti de tudo isso.

Quando comecei o livro tinha a sensação que ele parecia mais um livro de mistério policial com suspense e terror psicológico, porém o epílogo já me arrepiou os pelos da nuca, por mais que seja apenas uma cena de crime, dá para sentir que tem algo mais ali.

Lembro de ter pensado ‘acho que não terei muitos quotes desse livro.’ Porém vos trago um:

“É engraçado como os maiores blefes são os que lançamos para nós mesmos.”

Encontramos um homem de meia idade Joe Thorne, voltando para sua cidade natal, aonde seus piores pesadelos  aconteceram, morte de um amigo, traumas de infância e a perda de seu pai e sua irmã.

Joe é sarcástico, beberrão e viciado em jogo e encontra na volta um meio de fugir de suas dívidas e ter um tempo para pensar no e-mail misterioso que recebeu a alguns meses atrás.

Tudo parecia relativamente normal até ele precisar começar a resolver e revisitar não só traumas do passado, mas os lugares também, esse lugar é a antiga Mina de Carvão da cidade de Arnhill, todo o mistério se desenvolve a partir de uma caverna encontrada dentro da mina, uma caverna mais antiga do que os muitos anos em que a cidade foi inaugurada, uma caverna que esconde dor, sofrimento e sombras…

Por incrível que pareça a pior coisa que aconteceu na vida de Joe Thorne, não foi sua irmã Annie ter sumido, muito pelo contrário o problema foi ela ter voltado. Todos os envolvidos não só pensavam mas tinham certeza de que Annie nunca mais voltaria.

Só de pensar na história já tenho arrepios, mas fiquei muito orgulhosa de mim mesma por ter terminado de ler um livro, mesmo com medo percebi como C.J. Tudor é uma escritora incrível que nos envolve na história como se (DEUS ME LIVRE) estivéssemos vivendo no vilarejo, perto da mina, perto dos mistérios.

Para os corajosos que decidirem ler, boa sorte, para quem não conseguir, tudo bem eu também não sabia se conseguiria!

“Não se pode julgar um livro pela capa, mas, com certeza, pode-se julgar o dono do livro.”

13 Comentários

  • Eu também morro de medo, mas tou trabalhando isso, pelo menos nos livros, porque filme realmente eu não consigo assistir.
    Li os seus métodos e amei, confesso que já faço uso de alguns, como não ler a noite ou dois ao mesmo tempo e sempre leio quando o marido tá em casa.
    Vou colocar outros métodos seus em prática, bjusss.

    • Sim filme também não consegui assistir e nem pretendo tentar, o medo que eu passo é demais! Não consigo entender como tem gente que gosta, até admiro na verdade, porque sou muito medrosa hahaha
      Sim acho que os melhores são nunca ler a noite e ler sempre acompanhada hahahaa
      Me fala se os outros funcionaram !! <3

  • Oiee!!!

    Eu simplesmente adoro o gênero e quanto mais arrepio melhor hahaha.
    Já tinha visto algumas resenhas desse livro que chamaram muito minha atenção, pois é do jeito que eu gosto e fiquei muito curiosa com esse suspense todo. Queria saber o que tem de tão terrível no retorno da irmã.
    Sua resenha me deixou mais ansiosa ainda! Ahh e se conseguir, leia mais no gênero!! rs.

    bjs

    • Ai menina, admiro sua coragem de verdade! Só de lembrar já me da arrepios.. eu queria muuuito ler mais livros do gênero pois tenho curiosidade sabe? Então quando surgir a oportunidade vou tentar ler, mas não prometo hihihihi

  • Mas que metodo diferente pra selecionar a leitura hahaha adorei!
    E parabens para a coragem de encarar a leitura até o fim, sou meio medrosa tb hehehe
    Leio pouco terror, curto mais suspense policial.
    Mas olha, fiquei curiosa pra saber o que aconteceu coma Annie hahaha

    Osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    • Sim!!! Como tenho muitos livros ainda não lidos, gosto de ser surpreendida , então faço sorteios com meus familiares escolhendo hahaha o que é legal que a pessoa que escolheu acaba querendo acompanhar a leitura e saber o que eu estou achando do livro!
      EU AMO suspense policial, embora de medo não tem o sobrenatural, porque o que pega pra mim é o sobrenatural sabe? hihihi

  • Mas que metodo diferente pra selecionar a leitura hahaha adorei!
    E parabens para a coragem de encarar a leitura até o fim, sou meio medrosa tb hehehe
    Leio pouco terror, curto mais suspense policial.
    Mas olha, fiquei curiosa pra saber o que aconteceu coma Annie!

    Osenhordoslivrosblog.wordpress.com

  • Oi Isa,

    ADOROOOOOO terror, quero muito ler! Feliz que tenha se aventurado nestas páginas, é ótimo quando saímos da nossa zona de conforto.Amo filmes e livro do gênero e já fiquei animada quando você disse que chega a arrepiar, esses que são bons. Amei a resenha e premissa!*.*

    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com/

    • hahahahahaa , menina eu admiro todo mundo que tem essa paixão pelo terror! Eu gosto de suspense, talvez até um terror leve, mas eu fico com muito medo, tenho problemas pra dormir e ficar sozinha! Já ouvi falar que isso que é bom no terror, mas não consigo aproveitar a sensação hahaha
      Fico feliz que mesmo com todo esse meu medo você tenha gostado da resenha <3

  • Oi, Isa! Super me identifico com você, sou medrosa e evito de ler histórias assim, mas às vezes me vejo desafiando a mim mesma, porque lá estou eu iniciando uma leitura do gênero. Sobre o livro, já faz tempo que estou de olho nessa autora, desde O Homem de Giz, e sempre acho as premissas muito interessantes, me lembram as histórias de Stephen King. Quem sabe um dia me desafio a ler algo dela também hahaha. Ótima resenha, bjs.

    http://abducaoliteraria.com.br

    • Muito obrigada por ter gostado da resenha!
      Eu também sou bem medrosa, mas depois que me desafiei a esse , hoje, penso até que posso tentar ler outros, mas com calma .. e pensando muito hahaha
      Já ouvi falar de O Homem de Giz e tenho vontade de ler também.. e quero muito um dia ter coragem para ler Stephen King, mas ainda não cheguei lá ahahahaha

  • Também sou MUITO CAGONA, muito mesmo. Mas estou tentando sair da minha zona de conforto, e curti muito suas dicas para encara livros de terror, vou tentar colocar em prática quando estiver lendo algum livro do gênero. Ainda não li nada da autora, mas tenho dela o livro “O homem de giz”, espero gostar da escrita da autora. Beijos.

    • Olha eu AMEI a escrita dela, mesmo sendo um livro que me deu calafrios hahaha quero ler O Homem de Giz também e como você disse , tentar sair da zona de conforto, só faz bem pra nós mesmas né!!